5/5 - (116 votes)

Quais os principais motivos para vender uma empresa familiar?

No intrincado mundo das empresas familiares, a decisão de vender uma empresa familiar é uma jornada que transcende o âmbito empresarial. Envolve considerações profundas, desde desafios operacionais até questões emocionais e relacionais.

Neste artigo, mergulharemos nas motivações que impulsionam essa escolha, explorando os fatores que levam as famílias empresárias a considerarem a venda da empresa como uma estratégia viável.

Abordaremos os desafios únicos enfrentados pelas empresas familiares, os motivos que podem catalisar a decisão de vender uma empresa familiar, o impacto dessa transição tanto no âmbito familiar quanto nos negócios, e, por fim, ofereceremos recomendações para uma transição suave e bem-sucedida.

Boa leitura!

Na CAPITAL INVEST – M&A Advisors, assessoramos com foco no valuation, na venda e na compra profissional de empresas médias ou grandes: i) de receita bruta anual entre R$20 milhões e R$2 bilhões, ii) com lucro líquido positivo, e iii) (idealmente) com boas perspectivas de crescimento.

Se este for o perfil da sua empresa, ou da sociedade que pretende avaliar ou da empresa que almeja adquirir, entre em contato através deste formulário.

A consequência das nossas parcerias em fusões e aquisições em mais de 50 países de 4 continentes, conseguimos vender a sua empresa no Brasil e no Exterior.

Trabalhamos com empresas e investidores de todo o Brasil. Ex: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Goiás, Espírito Santo, Ceará, Pernambuco, Amapá, Distrito Federal, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Pará, Piauí, Sergipe, Amazonas, Alagoas, etc.

Somos uma reputada boutique de M&A com presença global especializada em finanças corporativas, e teremos o maior prazer em agendar uma visita em nosso escritório localizado em pleno centro financeiro de São Paulo, SP, Brasil.

INTRODUÇÃO ÀS EMPRESAS FAMILIARES

As empresas familiares representam uma parte essencial e vibrante do tecido empresarial em todo o mundo. Compreender sua essência é fundamental para apreciar tanto seu impacto quanto suas complexidades.

Definidas pela interseção única entre família e negócios, essas empresas são moldadas por laços familiares intrincados, onde valores, tradições e relacionamentos influenciam diretamente suas operações. Sua característica distintiva reside na transmissão de valores familiares ao longo das gerações, bem como no forte compromisso emocional com o empreendimento.

Além disso, as empresas familiares desempenham um papel crucial na economia, contribuindo significativamente para a geração de empregos, a inovação e o desenvolvimento econômico em muitas regiões.

No entanto, essa ligação íntima entre família e negócios também traz consigo uma série de desafios e oportunidades únicos. As dinâmicas familiares podem complicar a tomada de decisões, criar conflitos de interesses e tornar a sucessão uma questão sensível. Por outro lado, a proximidade e o compromisso emocional dos membros da família podem ser vantagens competitivas, impulsionando a inovação e a resiliência empresarial.

A gestão eficaz desses desafios e a capitalização das oportunidades exigem um equilíbrio delicado entre tradição e modernidade, bem como a implementação de práticas de governança sólidas que promovam transparência, comunicação aberta e resolução construtiva de conflitos.

DESAFIOS DAS EMPRESAS FAMILIARES

As empresas familiares enfrentam uma série de desafios únicos que surgem da interseção entre os aspectos familiares e empresariais de suas operações. Estes desafios, embora variados, podem incluir:

  1. Sucessão e Continuidade: A transição de liderança de uma geração para outra pode ser complexa e desafiadora. A escolha de sucessores adequados e a gestão das expectativas dos membros da família são aspectos críticos desse processo.
  2. Conflitos Familiares: Diferenças de opinião, objetivos e visões entre os membros da família podem levar a conflitos que impactam negativamente a empresa. A gestão eficaz desses conflitos é essencial para a saúde organizacional e familiar.
  3. Governança: A ausência de estruturas formais de governança pode levar a decisões arbitrárias e falta de transparência. Estabelecer políticas e processos claros pode ajudar a mitigar esses desafios.
  4. Profissionalização: Muitas empresas familiares enfrentam o desafio de equilibrar a tradição e a inovação. A profissionalização dos processos e a adoção de melhores práticas de gestão são fundamentais para garantir a competitividade no mercado.
  5. Planejamento Financeiro: A gestão financeira pode ser complicada em empresas familiares, especialmente quando as finanças pessoais se confundem com as da empresa. Um planejamento financeiro sólido é essencial para garantir a estabilidade e o crescimento sustentável do negócio.
  6. Cultura Organizacional: Manter uma cultura empresarial coesa e alinhada com os valores familiares pode ser um desafio, especialmente à medida que a empresa cresce e novos funcionários são incorporados.

Ao enfrentar esses desafios de frente e adotar abordagens proativas para resolvê-los, as empresas familiares podem fortalecer sua posição no mercado e garantir sua sustentabilidade a longo prazo.

Motivos para vender uma empresa familiar

20 MOTIVOS PARA VENDER UMA EMPRESA FAMILIAR

A decisão de vender uma empresa familiar é complexa e multifacetada, muitas vezes envolvendo uma interseção de considerações comerciais, financeiras e pessoais. Abaixo estão 20 motivos comuns que podem levar os proprietários de empresas familiares a considerar a venda:

  1. Sucessão familiar incerta: Quando não há um sucessor claro ou planejamento sucessório adequado, vender a empresa pode ser a melhor alternativa para assim evitar incertezas futuras.
  2. Falta de interesse ou habilidades dos sucessores familiares: Se os membros da família não estão interessados ​​ou não possuem as habilidades necessárias para liderar a empresa no futuro, vender a empresa familiar pode ser uma opção.
  3. Diversificação de investimentos: Os proprietários podem optar por vender a companhia para diversificar seus investimentos e reduzir a exposição a riscos específicos do setor.
  4. Valorização da empresa. Outra situação é quando a empresa tem um valuation altamente valorizado e os sócios decidem vender a sociedade por um preço mais elevado. Assim, pensam em obter recursos para novos investimentos ou até mesmo para a aposentadoria.
  5. Pressão financeira devido a dívidas ou falta de capital de giro: Se a empresa estiver enfrentando dificuldades financeiras significativas, a venda da sociedade pode ser considerada para aliviar a pressão financeira.
  6. Limitações de crescimento no mercado atual: Se a empresa estiver enfrentando limitações significativas de crescimento em seu mercado atual, a venda da firma pode permitir que ela alcance seu pleno potencial sob nova gestão.
  7. Mudanças nas condições do mercado ou na indústria: Alterações nas condições do mercado, avanços tecnológicos ou mudanças regulatórias podem tornar o ambiente empresarial desafiador, levando os proprietários a explorar a venda como uma forma de se adaptar às novas realidades.
  8. Necessidade de reinvestir em novos empreendimentos: Os proprietários podem decidir vender a empresa para reinvestir em novos empreendimentos ou oportunidades de negócios.
  9. Oportunidade de explorar novos mercados ou setores: Vender uma empresa familiar pode permitir que os proprietários explorem novos mercados ou setores que oferecem melhores oportunidades de crescimento e lucratividade.
  10. Avanços tecnológicos que tornam o negócio obsoleto: Se a empresa não conseguir acompanhar os avanços tecnológicos e se tornar obsoleta, a venda da empresa pode ser uma opção para evitar perdas maiores.
  11. Questões de governança ou conflitos familiares não resolvidos: Se houver conflitos familiares ou questões de governança que prejudiquem a empresa, os proprietários podem optar por vender para evitar danos adicionais.
  12. Falta de interesse ou energia para continuar administrando o negócio: Se os proprietários não têm mais interesse ou energia para administrar o negócio, a venda pode ser a melhor saída.
  13. Necessidade de liquidez para financiar despesas pessoais ou familiares: Os proprietários podem decidir vender a empresa para obter liquidez para financiar despesas pessoais ou familiares.
  14. Desejo de se aposentar ou buscar novos interesses: Se os proprietários desejam se aposentar ou buscar novos interesses fora dos negócios, a venda do negócio pode ser uma escolha lógica.
  15. Excesso de competição no mercado: Se a empresa estiver enfrentando uma concorrência intensa e não puder competir de forma eficaz, a venda pode ser considerada para evitar perdas adicionais.
  16. Oportunidade de capitalizar o valor da empresa em seu auge: Se a empresa atingir seu pico de valorização, os proprietários podem optar por vender a empresa familiar para capitalizar esse valor.
  17. Problemas de saúde ou idade avançada. Há situações em que os sócios têm idade avançada e já não conseguem (ou nem desejam) mais continuar dedicando inúmeras horas à empresa. E, em caso de falta de sucessão, o resultado também é a venda do negócio familiar.
  18. Mudança de moradia. Negócios também são vendidos devido à mudança de cidade, estado ou país dos sócios diretores. Nem sempre os sócios desejam migrar o negócio para outro local, por isso, optam pela não continuidade por venda de empresas familiares.
  19. Saída de um ou mais sócios. Nessa situação, há algumas alternativas: vender parte ou toda a empresa para outro sócio ou buscar investidores externos para ocupar a posição do sócio saente, ou até decidir pela venda de toda a empresa para um terceiro.
  20. Proposta irrecusável. Às vezes, a ideia inicial dos sócios nem era vender a empresa. Contudo, ao receber uma oferta com valor bastante atraente, seus interesses podem mudar.

Cada um desses motivos pode desempenhar um papel importante na decisão de vender uma empresa familiar, e os proprietários devem considerar cuidadosamente todos os aspectos antes de tomar uma decisão tão significativa.

Para mais informações sobre como vender ou comprar participações entre sócios, sugerimos a leitura deste artigo:

IMPACTO DE VENDER UMA EMPRESA FAMILIAR: NA FAMÍLIA E NOS NEGÓCIOS

A decisão de vender uma empresa familiar tem implicações profundas tanto para a família quanto para o negócio em si. Abaixo estão alguns dos impactos mais significativos:

  1. Dinâmica Familiar: Vender uma empresa familiar pode afetar as relações familiares, especialmente se houver discordância sobre a decisão ou se os membros da família estiverem emocionalmente investidos na empresa.
  2. Patrimônio Familiar: A venda pode aumentar significativamente o patrimônio familiar liquido, permitindo aos sócios varias opções alternativas. Ex: aposentadoria, investimento em outras oportunidades, viajar, desfrutar mais da família, etc..
  3. Identidade Familiar: Para muitas famílias, a empresa é mais do que apenas um ativo financeiro – é uma parte fundamental de sua identidade. Vender uma empresa familiar pode desafiar essa identidade e exigir um ajuste emocional.
  4. Planejamento Financeiro: Vender uma empresa familiar pode abrir novas oportunidades de planejamento financeiro para a família, sendo chave a gestão e alocação dos recursos financeiros resultantes da transação.
  5. Cultura Organizacional: A mudança de propriedade pode impactar a cultura organizacional da empresa, especialmente se houver uma mudança significativa na direção estratégica ou nos valores centrais.
  6. Relacionamentos com Clientes e Fornecedores: A venda da sociedade pode afetar os relacionamentos de longo prazo com clientes e fornecedores, sendo que esta mudança, com uma nova gestão profissional pode ser positiva.
  7. Transição de Propriedade: A transição de propriedade pode ser um processo complexo, exigindo planejamento cuidadoso e comunicação transparente com todas as partes interessadas.
  8. Novas Oportunidades: Por outro lado, a vender uma empresa familiar pode abrir novas oportunidades para a família e o negócio, permitindo que eles explorem novos empreendimentos ou busquem interesses pessoais e profissionais.

Em última análise, o impacto de vender uma empresa familiar pode ser significativo e duradouro, e é importante que os proprietários considerem cuidadosamente não apenas os aspectos financeiros, mas também os impactos emocionais e sociais da decisão. A preparação e o planejamento cuidadosos podem ajudar a mitigar os desafios e aproveitar as oportunidades que surgem desse processo de transição.

Para conhecer melhor como vender uma empresa familiar profissionalmente, sugerimos a leitura destes artigos:

EXEMPLOS CONCRETOS DE VENDA DE EMPRESAS FAMILIARES NO BRASIL

Aquisição da Biovet pela Vaxxinova

A aquisição da Biovet pela Vaxxinova é um exemplo de uma transação envolvendo uma empresa familiar no Brasil. A Biovet é uma empresa brasileira fundada em 1957 e especializada na produção de vacinas para animais. A empresa foi adquirida pela Vaxxinova, uma empresa global de saúde animal, em 2019. Essa transação representa um caso relevante de venda de uma empresa familiar no setor de saúde animal no Brasil.

Aquisição da Colorado pela Ambev

Um outro exemplo relevante de venda de uma empresa familiar no Brasil é a aquisição da fabricante de cervejas Colorado pela Ambev em 2015. A Colorado é uma cervejaria artesanal fundada em Ribeirão Preto, São Paulo. A empresa foi comprada pela Ambev, uma das maiores empresas de bebidas do mundo. Essa transação ilustra outra instância significativa de uma empresa familiar sendo vendida para uma grande corporação

Aquisição da Flora pela JBS

Outro exemplo notável é a aquisição da fabricante de produtos de higiene e limpeza Flora pela JBS em 2010. A Flora, uma empresa familiar brasileira, foi fundada em 1980 e era conhecida por suas marcas de produtos de limpeza e cuidados pessoais. A transação foi uma das maiores no setor de bens de consumo na época e demonstrou a tendência de consolidação e expansão de grandes empresas adquirindo sociedades familiares no Brasil.

CONSIDERAÇÕES FINAIS E RECOMENDAÇÕES DE VENDER UMA EMPRESA FAMILIAR

A decisão de vender uma empresa familiar é uma das mais importantes e impactantes que os proprietários enfrentarão em suas vidas. Ao considerar esse passo significativo, é crucial ponderar diversos aspectos para garantir uma transição suave e bem-sucedida. Aqui estão algumas considerações finais e recomendações a serem levadas em conta:

  1. Planejamento Antecipado: O planejamento antecipado é fundamental. Os proprietários devem iniciar discussões sobre a possibilidade de vender a empresa familiar muito antes de tomar uma decisão final.
  2. Avaliação Profissional: Buscar orientação profissional de consultores financeiros especialistas em M&A pode fornecer uma visão objetiva do valor da empresa.
  3. Comunicação Transparente: Comunicar abertamente a decisão de vender a empresa familiar para todas as partes interessadas, incluindo membros da família, funcionários, clientes e fornecedores, é essencial para manter a confiança e minimizar o impacto negativo.
  4. Gestão do Processo: Gerenciar o processo de venda com cuidado e diligência, desde a preparação da empresa até a negociação dos termos da transação e o fechamento do negócio, é crucial contar com assessores financeiros especializados na venda de empresas..
  5. Considerações Financeiras e Legais: Avaliar cuidadosamente as implicações financeiras e legais da venda, incluindo questões de tributação, contratuais e de governança corporativa.
  6. Impacto na Família: Reconhecer e lidar com o impacto emocional da venda na família é fundamental. Manter o diálogo aberto e oferecer apoio emocional durante todo o processo é essencial.
  7. Explorar Alternativas: Considerar todas as alternativas à venda da empresa familiar, como reestruturação, fusão ou aquisição de outras empresas, antes de tomar uma decisão final.
  8. Preparação para a Transição: Preparar uma estratégia de transição detalhada, incluindo a transferência de liderança e responsabilidades, é crucial para garantir a continuidade do negócio após a venda.
  9. Avaliação do Impacto Futuro: Avaliar o impacto futuro da venda na comunidade, na reputação da empresa e nas relações com as partes interessadas é essencial para garantir uma saída suave e ética do negócio.
  10. Aproveitar o Aprendizado: Vender uma empresa familiar pode ser uma jornada de aprendizado significativa. É importante refletir sobre os sucessos e desafios enfrentados ao longo do processo e usar essas experiências para informar decisões futuras.

Em última análise, vender uma empresa familiar é uma decisão complexa e pessoal que requer cuidado, consideração e planejamento cuidadoso. Ao seguir essas considerações finais e recomendações, os proprietários podem navegar pelo processo com confiança e maximizar o valor da transação, enquanto protegem os interesses de todas as partes envolvidas.

Para conhecer outros assuntos complementares, sugerimos a leitura destes artigos:

CONSULTORIA CAPITAL INVEST – M&A ADVISORS

Conforme explicado, os processos de M&A são complexos, inclusive aspectos específicos de vender uma empresa familiar e exige a contratação de profissionais especializados com experiência especializados em M&A Buy Side e M&A Sell Side.

Contar com consultores especializados em valuation e M&A, profissionais renomados que conheçam o mercado de M&A, e com vasta experiência negocial em F&A, o ajudará a precificar corretamente a sua empresa, e posteriormente negociar o melhor valor de compra venda.

Nós da CAPITAL INVEST – M&A Advisors somos uma consultoria especializada em M&A que soma mais de R$ 20 bilhões em fusões e aquisições, compra e venda de sociedades em funcionamento, ao longo de mais de duas décadas.

Por meio de nossa ampla experiência, conhecimento de diversos setores e presença global, através de parcerias mais de 50 países de quatro continentes, podemos te auxiliar a preparar a sua empresa para a venda, valuation e vender a sua empresa em funcionamento de uma forma profissional, no Brasil e no Exterior com o intuito de obter o melhor valor de venda.

Também podemos te ajudar a selecionar, calcular o valor e comprar uma empresa de forma profissional com o intuito de diminuir riscos e garantir um bom valor.

Nosso foco é a prestação de serviços de assessoria em avaliação de sociedades, venda e  compra de empresas médias ou grandes: i) de receita bruta anual entre R$20 milhões e R$2 bilhões, ii) com lucro líquido positivo, e iii) (idealmente) com boas perspectivas de crescimento.

Se este for o perfil da sua empresa, ou da empresa que procura avaliar ou adquirir, entre em contato conosco através deste formulário, que nós podemos te ajudar nesse processo!

Se este for o perfil da sua empresa, ou da empresa que procura avaliar ou adquirir, entre em contato conosco através deste formulário, que nós podemos te ajudar nesse processo!

Diego Dutra

DIEGO DUTRA

Este conteúdo foi elaborado pelo time de especialistas da  CAPITAL INVEST – M&A Advisors, assessores financeiros com até 40 anos de experiência em compra, venda e valuation de empresas.


Na CAPITAL INVEST – M&A Advisors, assessoramos financeiramente no valuationcompra, e venda profissional de empresas médias ou grandes: i) de receita anual entre R$20 milhões e R$2 bilhões, e ii) com lucro líquido positivo, para avaliar e/ou comprar e/ou vender sua empresa no Brasil ou no Exterior.

@2024 | CAPITAL INVEST – M&A Advisors | All rights reserved | Política de Privacidade e Termos de Uso

Scroll to Top